A arte de viver é simplesmente a arte de conviver... simplesmente, disse eu? Mas como é difícil!

Assim que a pessoa entrega sua individualidade para o infinito da realidade de D'us, pode transformar-se numa versão mais pura e mais elevada de si mesma.

Navigation

A mesma beleza, menores custos: 5 materiais que imitam mármore


1
O mármore é uma pedra natural que, junto ao granito, é adorado por arquitetos, designers de interiores e seus clientes, seja pelo seu visual ou pelas vantagens que apresenta.

A rocha ornamental é conhecida principalmente por trazer sofisticação aos ambientes, seja usando-se em pisos, paredes ou bancadas.

Apesar de tudo isso, no momento de orçar um projeto o preço do mármore pode sair não muito em conta, já que há o custo da instalação + preço da pedra, que é elevado. Confira alguns valores.

No entanto, é claro que a indústria não se deixaria abalar e conseguiria levar ao mercado opções que fossem visualmente semelhantes ao mármore. Assim, mesmo com baixo orçamento seus clientes poderão ter acesso ao visual rústico proporcionado por eles.



Porcelanato

Porcelanatos já são conhecidos por serem um tipo de revestimento duradouro e de qualidade. Possuem uma grande variedade de cores e estilos, sendo um deles o que imita o aspecto do mármore.

O material é ideal para ambientes internos e externos, enquanto o mármore não é recomendado neste último por sofrer desgastes com intempéries.

O porcelanato é um piso pouco poroso, fazendo com que sua resistência seja alta e possa ser utilizado em locais que costumam molhar ou sofram com a umidade.

Seu preço ainda é um pouco elevado, mas nada que se compare à pedra natural.

Porcelanatos que imitam mármore carrara podem ser encontrados em peças grandes (1x1m), ajudando a simular mais realisticamente o aspecto da pedra.

A impressão de tal tipo de porcelanato vem evoluindo cada vez mais. Já é possível encontrar modelos que possuem veios distintos em cada peça, como ocorre com o próprio mármore.

Por fim, a instalação do porcelanato cria juntas secas que farão a diferença entre um revestimento e outro ser mínima.


Corian

A criação do Corian como material surgiu justamente para ser uma opção mais barata em relação ao mármore. É semelhante ao Silestone que, por sua vez, mimetiza o granito.

O Corian é um material sintético feito 100% de plástico, enquanto o mármore é natural.

Criado para ser utilizado em bancadas, o material é fácil de ser moldado, possui alta resistência a danos, bactérias e manchas e pode ser consertado com facilidade. A limpeza e manutenção são práticas e simples.

Veja também:  Pinturas artesanais dão vida nova a vasos de barro
Possui mais de 80 opções de cores e também é fabricado na cor puramente branca, opção que o Silestone não oferece.


Cerâmica

Revestimentos cerâmicos também entraram na onda de imitar o visual de pedras. A cerâmica costuma sair pela metade do preço oferecido pelo mármore.

As peças de cerâmica são utilizadas principalmente para pisos e revestimentos de parede e são de fácil manutenção. Além disso, o piso costuma não manchar.

Algumas desvantagens são o rejunte que fica facilmente encardido e a resistência, que não é muito alta.


Pintura

Com tanta tecnologia na indústria, as tintas já não servem mais apenas para pinturas básicas e lisas. Pode-se criar efeitos a partir da tinta como se a parede estivesse com outro tipo de revestimento, inclusive o mármore.

A Suvinil possui uma linha de efeitos decorativos composta por quatro tipos de textura que podem ser aplicadas. Uma dessas linhas é a “efeito mármore”.

As tintas saem mais baratas que a pedra e ainda possuem menor espessura. Já em questão de durabilidade, não é a melhor.


Vinil/piso vinílico

O vinil é um material que possui estilos, cores e padrões dos mais diversificados. É claro que o “estilo mármore” não ficaria de fora.

Utilizado geralmente como piso, o vinil é de fácil e rápida instalação, por meio do sistema de encaixe. Da mesma forma, retirar o material é possível sem desperdiçar ou danificá-lo.

O piso vinílico não mancha, é antiderrapante e não deforma. Entretanto, não é recomendado que seja usado em locais em contato direto com a água, como box de banheiro, por exemplo.

Saiba mais cobre instalação e cuidados com pisos vinílicos.


É importante lembrar que alguns desses materiais apenas se assemelham visualmente ao mármore, não podendo oferecer outras características como a resistência, o polimento e outras funções desejadas.

A decisão de qual material escolher, incluindo o mármore como opção, deve ser pensada planejando-se a longo prazo. Muitas vezes, apesar de sair caro, o mármore em si pode acabar possuindo o melhor custo-benefício. Para as vezes que não, fica a dica do bim.bon para o seu próximo projeto.
Share

Midian Ferreira

Post A Comment:

0 comments:

Comente aqui!