A arte de viver é simplesmente a arte de conviver... simplesmente, disse eu? Mas como é difícil!

Assim que a pessoa entrega sua individualidade para o infinito da realidade de D'us, pode transformar-se numa versão mais pura e mais elevada de si mesma.

Navigation

PÊSSACH a mais antiga Páscoa (O real sentido da páscoa))

Para os Cristãos de 6 a 8 de abril
Para os Judeus de 6 a 14 de abril, mais corretamente de 14 a 22 de Nisan 


     Pêssach é a "Festa de nossa libertação" de nós Judeus do egito, como também o SALTO que o Anjo do Senhor deu ao poupar a vida do primogênitos a qual tinha o sinal nos umbrais de suas casas. Celebra um evento histórico: o Êxodo do povo judeu do Egito. No entanto, nossos Sábios nos ensinam que em toda geração, e em todo e cada dia, devemos nos ver como se tivéssemos acabado de ser liberados do Egito. A implicação é que a liberdade não foi atingida de uma vez por todas. Requer constante vigilância. Cada dia, e cada ambiente, encerra seu próprio Egito – um poder de minar a liberdade de um judeu.
Talvez a maior ameaça venha de dentro. A convicção que determinadas realizações estão além de nós – a crença forte, confortável, de que a pessoa não nasceu para atingir o auge da vida espiritual. Acreditar nisso é colocar barras ao redor de si mesmo, deixar-se aprisionar por uma ilusão. 


Share

Post A Comment:

0 comments:

Comente aqui!