Pessach - A primeira pascoa judaica - O costume de sua nação.



Do primeiro até o último dia de pessach "Pascoa", nos momentos de estudos do livro do Êxodo "Shemot" que remonta a história de nossos antepassados "Israel" que foram libertados a 33 seculos atrás, nós não só relembramos, mas vivemos esses dias da mesma forma, passando os dias das festividades comendo matsá o pão ázimo, as ervas amargas da opressão. Mesmo sabendo que essa é uma historia judaica, ela foi adotada por muitos a quem dizem pertence-la. Quando os americanos conquistaram sua liberdade após lutarem com os britânicos, Thomas Jefferson a comparou ao Êxodo. Quando os afro-americanos marcharam pela liberdade, cantaram as palavras de Moshê:  Deixe meu povo ir." Mais recentemente, inspirou a Teologia da Libertação na América do Sul. É uma das narrativas mais notáveis sobre esperança e realmente ajudou a mudar o mundo."


     No primeiro dia do mês de Nissan, duas semanas antes do Êxodo do Egito, D'us disse a Moshê e Aharon: "Este mês será para vocês o começo dos meses; será o primeiro mês do ano para vocês. Vão e falem à toda a congregação de Israel: no décimo dia deste mês, cada homem deverá tomar um cordeiro, conforme a casa de seus pais, um cordeiro para cada família; e deverá mantê-lo até o décimo quarto dia do mesmo mês; e toda a assembléia da congregação de Israel deve abatê-lo ao anoitecer. Deverão pegar o sangue (Esse sangue foi aquele passado nas portas) e transportá-lo para as casas onde deverão comê-lo. Comerão a carne naquela noite, tostada ao fogo, com pão ázimo; comê-lo-ão com ervas amargas... E não deixarão sobrar nada até a manhã; mas aquilo que sobrar até a manhã deverá ser queimado com fogo. E assim deverão comê-lo: com a cintura cingida, com sapatos nos pés e o cajado na mão; e devem comê-lo com pressa, - é o Pêssach do Senhor. E quando Eu vir o sangue, passarei sobre vocês (As postas marcadas com o sangue não terão seus primogênitos mortos), e não haverá praga que os destrua, quando Eu golpear a terra do Egito. E este dia será para vocês um memorial, e deverão celebrá-lo como uma festa do Senhor, através de todas as gerações (Essa é a pessach).
   Esse relato pode parecer um tanto com religião, mas é um relato histórico dos costumes de um povo como nação. Assim como o Brasil tem seus costumes, os americanos tem os seus, como os paises  europeus comemoram suas festas de estações, assim o povo Judeu também é uma nação com costumes específicos, e esse como todos os outros costumes judaicos estão escritos na bíblia um livro legislativo e histórico e não religioso dentro do contexto ocidental, aquele que as pessoas acham ser seus livros religiosos,  para o judeu é o seu costume, sua pratica do dia a dia e sua vida..   


COMENTÁRIOS COM LINKS NÃO SERÃO PUBLICADOS
COMENTÁRIOS SÃO MODERADOS 
SÓ ACEITAREMOS LINKS NOS COMENTÁRIOS ACOMPANHANDO ESSE SISTEMA ABAIXO:
<&a href&=&"LINK DO SEU BLOG"&>&NOME DO SEU BLOG&<&/a&>
Retire todos os caracteres "&" para o seu link dar certo